Multi Vitaminas – Parte IV 09/01/2014

Continuação da Parte III

INFLAMAÇÃO

A inflamação é o mecanismo primário pelo qual nosso organismo nos defende. No entanto, descontrolada,  é a base de todas as doenças. Um dos mais poderosos anti-inflamatórios naturais é o turmeric (cúrcuma). Ele é usado como proteção contra muitas doenças que tem sua origem em inflamações.

Nada surpreendente, o óleo de peixe é também um grande anti-inflamatório. Suplementação com óleo de peixe pode diminuir a quantidade de moléculas pró-inflamatórias nas células, o que diminui a inflamação no seu ponto de origem.

ANTIOXIDANTES

Similar a inflamação, a oxidação é um processo que lentamente, desfragmenta nossa saúde com o passar do tempo. Oxidação é uma das muitas causas do envelhecimento, e pode ser denominada como ferrugem biológica.

Usar nutrientes antioxidantes como chá verde, resveratrol, quercetina, ácido alfa lipóico , previnem oxidação. Estes estão entre os mais bem pesquisados e efetivos antioxidantes. Eles podem prevenir disfunção celular, podem impulsionar o aumento da imunidade, proteger o coração e pulmões, e limitar a deterioração neurológica.

QUALIDADE PRA DENTRO, QUALIDADE PRA FORA

Quando escolher um multivitamínico, evite escolher os que contém baixa qualidade de ingredientes e aditivos. É melhor procurar um que contenha  tanto extratos alimentícios e  nutrientes para órgãos e condições específicas . Selecionando um multivitamínico de boa qualidade como este, vai prover muito mais benefícios para a saúde que um mais barato,  super processado, ou um frasco com maior volume de comprimidos à venda nas farmácias.

John Barker , Medico Naturopata, é um médico naturalista que atua em Fort Collins e Highlands Ranch, Colorado, USA. Juntamente com atendimento particular,ele contribui regularmente para vários jornais  de medicina natural e atua como consultor e orador na indústria de medicina natural.

 

Comente

Multi Vitaminas – Parte III 07/01/2014

continuando a Parte II

SISTEMA CARDIOVASCULAR

Doenças  cardíacas são frequentes e associadas no processo de envelhecimento, e a principal causa de morte no mundo ocidental. A prevenção para doenças cardíacas deveriam iniciar bem antes do aparecimento de sintomas, pois assim como muitas doenças crônicas levam anos para se manisfestar.

Coenzima  Q10 (COQ10) é um nutriente importante responsável pela produção da energia celular. Ela é produzida pelo corpo e também está disponível como suplemento. Um estudo de maio de 2012 mostrou que altos níveis de COQ10 no sangue está associado a uma  significante redução de riscos de doenças cardíacas.

Assim como para ajudar seu cérebro, o óleo de peixe (especialmente ômega-3), também se mostrou benéfico para o coração.

Um estudo de 2008 declarou que óleo de peixe usado como tratamento terapêutico, pode prevenir e reverter doenças cardíacas e ataques do coração. Outro estudo de dezembro de 2008 mostrou que o uso de óleo de peixe como suplemento reduziu significantemente as mortes relacionadas a doenças cardíacas.

Resveratrol  é um polifenol (plant-chemical – produzido naturalmente por algumas plantas) com fortes efeitos anti-inflamatório e antioxidantes. Consumido largamente na dieta Mediterrânea, o Resveratrol está associado a redução de riscos cardíacos. Extrato de café verde é um componente que diminui a pressão sanguínea. Estudos publicados em Setembro de 2005 e Julho de 2006 mostraram que isto poderia com segurança reduzir a pressão sanguínea em indivíduos com hipertensão moderada.

 SUPORTE  MENTAL-EMOCIONAL (HUMOR)

 Um equilíbrio mental positivo, muitas vezes negligenciado, é um importante aspecto de saúde. Baixo astral, depressão, e outras desordens de humor estão associadas com outras doenças severas como asma e doenças do coração.

Rhodiola rósea é uma erva da Ásia que contêm benefícios redutores de stress e anti- depressivos, nomeando apenas dois. Nos testes do estudo de março de 2008, Rhodiola também mostrou aumento significante na melhora  dos sintomas de distúrbios de ansiedade em geral.

Panax ginseng é outra erva Asiática com uma variedade de benefícios positivos na saúde. Num estudo de março de 2002, os testes mostram um aumento da saúde mental e do funcionamento social. Um estudo de outubro de 2003 declarou que o Ginseng pode melhorar o funcionamento psicológico. Eleutherococcus seticosus (Eleuthro ou Siberium ginseng) tem um efeito similar no suporte do humor como o Panax ginseng. Um estudo de 2004 mostrou que em pacientes idosos, melhorou a saúde mental e funcionamento social.

SUPORTE VISUAL

De um modo geral, a visão diminui com a idade. Tomar medidas preventivas para manter o melhor funcionamento deveria iniciar cedo. Luteína é um suplemento bem pesquisado na área de suporte da visão. Como um componente carotenoide, é similar aos pigmentos antioxidantes encontrados na cenoura. A Luteína pode proteger a retina através de seus efeitos antioxidantes. Ela não é sintetizada pelo organismo, tendo que ser ingerida pela dieta ou como suplemento. Outra vez, o óleo de peixe (ômega-3) aparece como protetor, neste caso dos olhos. Doença dos olhos secos é uma condição vivida por muitos, e o óleo de peixe mostrou benefícios nestes casos, de acordo com estudos publicados de Setembro a Novembro de 2011. Outro de Julho de 2011, mostrou que o consumo de óleo de peixe reduziu significantemente o risco de desenvolver a doença degenerativa macular, associada com o envelhecimento.

 SUPORTE DO SISTEMA DIGESTIVO

Já foi muito falado que saúde começa com uma boa digestão, e manter a digestão funcionando suavemente com enzimas digestivas pode assegurar que o alimento será digerido e assimilado devidamente. As enzimas digestivas desempenham um importante papel de apoio em muitos transtornos digestivos e podem melhorar o processo da digestão.

Spirulina (blue-green algae) e chlorella (alga verde) são super alimentos populares com inúmeros benefícios para a saúde. Num estudo publicado em Dezembro de 2009,  a chlorella demonstrou significante abilidade de proteção do trato intestinal e prevenir a absorção de bactérias e toxinas digestivas.

Spirulina tem efeitos anti cancerigeno, antiviral, antibacteriana, anti-inflamatória e antioxidante. Uma pesquisa de 2011 mostrou em seus estudos que a spirulina foi benéfica num experimento de doença inflamatória do intestino.

Clique aqui para ver a Parte IV deste artigo

2 Comentários

Caldo de osso ou poção mágica? 04/01/2014

Eu tenho escrito bastante sobre o que evitar e o que não presta. Respondendo a pedidos de alguns amigos(as) diante do dilema: “O que nos resta de bom pra comer, então!?” vou falar da super poção mágica que nossos ancestrais usavam como remédio e como alimento. Ironicamente, o componente principal desta poção foi promovido a comida de cachorro ou … lixo! Este é o poder da indústria alimentícia. Os alimentos de verdade, a comida de verdade foi rebaixada a lixo. Algo que as pessoas se envergonham de admitir que consomem, ou pelo menos não sentem orgulho em publicar. Leia Mais

43 Comentários

Multi-Vitaminas – Parte II 02/01/2014

continuação da Parte I

Continuando nossa expedição rumo aos suplementos idôneos…

Em condições ideais, as melhores multivitaminas também conterão as mesmas recentes descobertas de phytonutrientes (plant chemicals) que reflete na atual recomendação de dieta saudável, tanto quanto a dieta Mediterrânea. A dieta Mediterrânea inclui largas porções de vegetais, frutas, azeite de oliva, ervas, frutos do mar, e o mínimo de carne vermelha e produtos do dia a dia.

Melhor de tudo, este tipo de dieta tem sido mostrado por conter diversos benefícios para a saúde, particularmente na prevenção de câncer e doenças do coração.

Esta dieta contém vários super alimentos, designados assim por sua abundante e única forma de ingredientes nutricionais.  Estes incluem couve, beterraba, repolho, brócolis, espinafre, romã, azeitonas, tomates, turmerics, uvas, chpa verde e vinho tinto. Uma nova tecnologia permite a extração dos phytonutrients e serem usados em suplementos, trazendo a abertura entre dieta e suplementação.

Enquanto uma específica dieta multivitamínica é uma grande melhora acima de vitaminas básicas, uma melhora ainda melhor vai incluir nutrientes que atingirá diversos sistemas vitais e processos no organismo.

Principais áreas incluídas:

-Neurológico (cérebro),

-Cardiovascular (coração),

-Mental-Emocional (humor),

-Visão,

-Digestão,

-Inflamação e

-Oxidação (antioxidantes)

Vamos olhar para cada um destes sistemas em detalhes enquanto realçamos alguns dos nutrientes ideais que um multivitamínico deve conter para dar suporte a determinada área de saúde.

Suporte Neurológico

A memória e outras funções cerebrais diminuem lentamente com o tempo, por isso é tão importante estimular o cérebro a medida que envelhecemos. Felizmente existem fatores nutricionais específicos para manter a atividade cerebral e diminuir o processo de envelhecimento do mesmo.

Ashwagandha (withania somnifera)  é uma erva derivada da Ayurveda (sistema médico tradicional Indiano) com efeitos neuroprotetores.  Um estudo de Maio de 2003 mostrou que Ashwagandha protegeu um cérebro agindo como antioxidante, enquanto uma revisão publicada em 2011 mencionou sua utilidade contra condições neurodegenerativas em doenças como Parkinson, Ahlzheimer e  Huntington.

Óleos especiais como ômegas encontrados principalmente em peixes, especialmente o ácido graxo ômega-3, também tem efeitos protetores do cérebro. Um estudo de Janeiro de 2010, declarou que existe uma associação protetora entre o ômega-3 e o declínio cognitivo. Ômega-3 pode prevenir demência limitando inflamação, coagulação do sangue, e melhorando a função da circulação sanguínea cerebral.

E mais, o  ácido docosahexaenoic (DHA), um importante ácido graxo ômega-3 é o maior construtor de células cerebrais.

Clique aqui para ver a parte III deste artigo.

Comente