Macarrão de abobrinha ao pesto de brócolis 03/06/2018

Domingo é um ótimo dia para fazer algo diferente! Este prato é excelente sozinho ou acompanhado de um filé ou frango grelhado.

Uma deliciosa opção às pastas de trigo se sua intenção é regularizar a insulina ou consumir menos carboidrato.

INGREDIENTES:

1 abobrinha verde grande cortada em forma de macarrão ( existem ferramentas para isso ou vc pode fatiar fininho e cortar em tiras)

1 xícara de brocolis ( somente as flores)

1 cebola verde longa picadinha

1/2 xícara de folhas de manjericão

1/4 xícara de nozes chilenas neutralizadas

2 dentes de alho

1/4 xícara sopa de azeite de oliva

30 gr de queijo feta

suco de meio limão

parmesão ralado

sal e pimenta a gosto

INSTRUÇÃO:

Coloque uma panela grande com água para ferver.

Coloque todos os  ingredientes, exceto a abobrinha no processador e processe até a mistura ficar homogênia.

Quando a água está bem borbulhante jogue a abobrinha dentro por apenas 60 segundos. Escorra imediatamente. O ponto da abobrinha é importante para vc ter uma textura gostosa. Vc pode ajustar o cozimento ao seu gosto, mas cuide para não cozinha demais, pois pode desmanchar.

Sirva o molho pesto sobre a abobrinha e cubra com parmesão e .. pronto!

Bom proveito!

 

Comente

Mudando nossa percepção sobre câncer – Doug Kaufmann e Fungos – Parte 6 01/06/2018

Clique na Parte 5  para acessar o artigo anterior.

Doug Kaufmann é mais um dos grandes nomes que vestiu a camisa de conscientização sobre origem e maneiras de gerenciar o câncer. Segundo Doug, toda pessoa diagnosticada com câncer está contaminada de fungos, de bolor, de mofo, de fermento e corrigindo a causa desta contaminação é um dos caminhos para viver uma vida livre de câncer.  Você sabia que existem cães farejadores treinados para detectar mofo em casas que conseguem também farejar o mesmo odor de mofo em pessoas? E estas pessoas são oque? você conclui corretamente: portadoras de câncer. Você não vai ouvir falar sobre isso no Jornal Nacional, não! Devemos a estes cientistas “malucos” estas descobertas fantásticas que aos poucos vão tecendo o mapa que nos leva à fonte da origem e solução do câncer.

O artigo que segue é longo, eu sei, mas esta é a versão resumida de um assunto muito extenso de complexidade biológica que não pode ser omitida. Acompanhe com calma, releia, volte a analisar e verá que você vai sair do outro lado com uma percepção bem diferente sobre câncer.

Aqui vai um sumário da palestra do Doug durante o simpósio em Orlando “The Truth About Cancer” que ocorreu em Outubro de 2017.

DougKaufmann

Leia Mais

2 Comentários

Leite de Côco e Granola de Nozes Achocolatadas 27/05/2018

ahhh.. por que demorou tanto pra eu aprender a fazer leite de côco? Tão fácil e tão delicioso! Viciei!

INGREDIENTES:

1 1/2 xícara de côco ralado sem açúcar

2 1/2 xícara de água quente, recém fervida

INSTRUÇÃO:

Bater no liquidificador

Coar em saco de pano.

Pronto!

O leite pode ser refrigerado por 5 dias ou congelado por até 2 meses. Dica importante: na geladeira ele vai separar a parte gordurosa da parte líquida, para homogeneizar eu passo de novo no liquidificador. Eu adoro beber o Leite Dourado à noite para deixar o efeito anti-inflamatório trabalhar no meu corpo enquanto durmo.

O que sobrou no saco é a fibra que pode ser secada em desidratador ou temperatura bem baixinha, porque queima muito fácil. Depois passa no processador de alimentos, peneira e vc tem uma farinha fininha maravilhosa para fazer pães e bolos.. nham nham nham!

Este leite fica delicioso com a granola de nozes achocolatadas que aparecem na foto, que também não falta aqui em casa! Um ótimo substituto para cereais matinais processados, que aliás, deveria ser classificado como impróprio para o consumo humano!

INGREDIENTES:

1 xícara de amêndos neutralizadas

1 xícara de noz pecã neutralizada

1 xícara de noz chilena neutralizada

3 xícaras de côco em flocos grandes sem açúcar

3 colheres sopa de semente de chia

2 colheres sopa de extrato de baunilha

2 colheres sopa de óleo de côco

2 colheres sopa de cacau em pó puro, cru de preferência

2 colheres de açúcar de côco ou rapadura moída, ou xarope de maple, se disponível.

INSTRUÇÃO:

Você vai precisar de 2 formas bem grandes forradas com papel maneita e o forno aquecido em 100 graus Celcius.

Picar todas as nozes e misturar com o côco e chia em uma bacia grande.  Em uma panelinha aqueça o óleo de côco, baunilha, açúcar e cacau misturando bem até ficar homogêneo. Não precisa ferver. Despeje por cima de tudo e espalhe sobre as formas bem espalhadinho. Leve ao forno por 20 min, retire, remexa, devolva ao forno por mais 15 min. Fique de olho, porque isso queima fácil e daí fica amargo. Fornos variam. A granola está pronta quando estiver moreninha, seca e crocante. Você pode estender ou encurtar o tempo, monitore muito cuidadosamente.

Deixe resfriar totalmente e guarde em potes lacrados na geladeira por 2 meses ( se durar!)

Você pode incrementar sua granola com passas, com avelãs, macadamia, mas cuide com o tempo de forno, pois a macadamia e avelã por exemplo, queimam muito rápido e teriam que ser incorporadas na mistura na segunda etapa de forno, ou tem que ser monitorado muito cuidadosamente.

Se vc tem um desidratador, não precisa se preocupar com queimar nada. Basta deixar no desidratador por 12hrs.

Bom proveito e saúde!

 

 

 

 

 

 

2 Comentários

Mudando nossa percepção sobre câncer – Jeffrey Smith e Transgênicos – Parte 5 25/05/2018

Se você ainda não viu a série completa clique na Parte 4  para acessar o artigo anterior.

Jeffrey Smith, pra quem não conhece é o inimigo número um da Monsanto, escritor, produtor de filmes sobre o tema, palestrante que viaja o mundo educando grupos, e um dos principais responsáveis pela existência do selo “NON GMO” nas embalagens dos alimentos que caem nesta categoria. Temos muito a agradecer a pessoas como ele que arriscam sua vida para bater de frente com os gigantes que dominam o mundo.E eu tenho uma ótima notícia para vocês: Nós estamos vencendo esta batalha!! Há 2 décadas atrás, quando Jeffrey iniciou seu trabalho, ninguém sabia o que era um Organismo Geneticamente Modificado (OGM). A era da informação está aqui e só não vê quem não quer. O que isso tem a ver com câncer? Todas as toxinas que entram em contato conosco contribuem para o surgimento do câncer. A exposição à algumas, você pode controlar!

Leia e faça a sua pesquisa.

Jeffrey Smith

Leia Mais

2 Comentários